Vamos esclarecer o que é design?

Vamos esclarecer o que é design?

O que é o Design?

Literalmente: “Projeto de um objeto que se propõe sintetizar funções e estética partindo de um conceito de base”.

 

O que é para mim o Design?

É pureza formal. É um objeto que responde com a forma para uma necessidade bem precisa. É fruto da fantasia por um lado e de engenharia pelo outro. É algo que não passa de moda: está inserido no presente mas pensa já no futuro (não à toa a palavra Design é traduzida do inglês com o termo Projeto, que em si só já indica uma dimensão futura de realização da ideia).

 

E, sobretudo, é realmente difícil sintetizá-lo em algumas linhas e o melhor modo para explicá-lo é, com certeza, dar algum exemplo prático e dizer o que faz de um simples objeto um objeto de design. Hoje uso uma touca de banho (virtual) e olho um pouco em volta no banheiro assinado Novellini, na busca daquilo que é design na minha opinião.

 

Um pequeno aparte: conheci a realidade Novellini em primeira pessoa, exatamente na ocasião das comemorações da empresa pelos seus 50 anos de atividade, no mês passado. A ideia de que esta empresa nunca saiu da sua cidade de origem (a belíssima Mantova) e que ainda hoje produz de lá boxes de banho que vão para o mundo inteiro, não poderia deixar de fascinar um arquiteto/blogger que intitulou o próprio blog ITALIANBARK com a sua vontade de fazer conhecer ao exterior o quanto há de belo na Itália no ponto de vista do interior e do design.

 

Aquele de Novellini é realmente um Made in Italy total que vai da fase inicial de projeto à fase final de produção de cada artigo.

 

Tanto é verdade que a empresa escolheu exatamente colaborar com dois profissionais do setor de Design italianos: o Arquiteto Massimo Farinatti, criador da série de banheiras Divina, e o designer Marco Pellici, projetista da cabine ducha Eon e Gala, e das colunas ducha Vanity eDress.

novellini design box 2013
Um esboço do designer Marco Pellici, projetista das cabines ducha Eon e Gala e das colunas ducha Vanity e Dress

E exatamente de algumas criações, gostaria de lhes falar melhor hoje, mas não somente isso!

 

A banheira de design:

ou pureza das linhas

blogger_divina
A banheira Divina pode ser personalizada em 6 acabamentos laterais e combinada a móveis do banheiro.

Notei logo a banheira Divina, na sua versão padrão retangular com acabamento tipo madeira, assim que se entra no showroom empresarial.

Impossível não perceber esta banheira de linhas super simples, um verdadeiro paralelepípedo que se destaca no centro do cômodo: um objeto perfeitamente definido nas suas linhas que envolve em si todas as funções de uma banheira da alta gama (poderão conhecê-las melhoraqui), de grandes dimensões e de profunda habitabilidade.

 

Diz ainda o projetista:

“Com Divina realizei uma experiência subtrativa, eliminei o supérfluo, não uma simplificação, mas uma busca de essencialidade. […] uma subtração incremental, retirar o supérfluo para poder dar uma experiência ainda mais envolvente. Na minha opinião, um novo modo de entender o espaço íntimo para a pessoa.” CIT Massimo Farinatti

 

Depois, descobri que Divina pode ser personalizada nos seus acabamentos laterais… E combiná-la a móveis de banho com o mesmo acabamento.

A busca estética de Novellini, de fato, não para como simples objeto de decoração, mas se amplia a outros elementos do banheiro: isto graças à possibilidade de personalizar a banheira Divina com diversos acabamentos dos painéis laterais, realizados em um novíssimo material PVC free, que se combinam aos elementos de decoração do banheiro.

 

De fato, a empresa mantovana firmou uma parceria com Lotti, empresa ativa no setor de móveis de banho, propondo uma série de elementos de decoração com os mesmos acabamentos de PVC free da banheira. Divina e, assim, perfeitamente coordenável com ela: o resultado é um banheiro limpo, essencial e que “não passa de moda”.

Insisto com este aspecto do não passar de moda porque para mim, realmente, é uma das características que fazem dele um objeto de design, que fazem com que um produto de design seja um investimento a longo prazo: o design para mim se casa com as tendências do momento sem ser seu escravo, é um pouco como uma bolsa que pode usar agora ou daqui a dez anos e nunca está errado (as mulheres entenderão bem o exemplo!).

 

O mesmo material agora está disponível também para outras séries de banheiras, como Sense e a Iris, a banheira de hidromassagem de acesso facilitado. Em particular, com seis acabamentos diferentes: brilhoso, branco opaco (fosco), branco listado, grain, burlington e wengé.

blogger_finiture
Os 6 acabamentos disponíveis: brilhoso, branco opaco (fosco), branco listado, grain, burlington e wengé.]

 

As colunas ducha de design:

ou estética + engenharia

blogger_vanity_dress
As novas colunas ducha Vanity e Dress, ambas desenhadas pelo designer Marco Pellici

Esqueçam das clássicas colunas ducha: Vanity e Dress são verdadeiros objetos de escultura de design.

 

Ambas desenhadas por Marco Pellici, elas se diferenciam pelas suas linhas sinuosas e pela pesquisa sobre os materiais muito aprofundada, que é dirigida à qualidade e à coordenabilidade.

 

No início eu lhes mostrava o design como pesquisa estética que acompanha a engenharia… vejam, para mim um designer é também um pouco engenheiro, será estranho dizê-lo mas para mim é assim.Para dar forma a uma ideia, a um concept, deve-se necessariamente conhecer a fundo os materiais e as suas potencialidades. Um objeto desenhado e que fica só no papel, um objeto motivado pela sua primeiríssima fase de criação na fase final de produção pode tornar-se objeto de design;Às vezes, trata-se também de ter a intuição de aplicar um material ou um processo produtivo que na normalidade não pertenceria àquele âmbito.

 

Por exemplo, tomem a coluna ducha Vanity: na prática, é feita de uma verdadeira chapa dobrada, soldada e pintada a pó, com o mesmo processo produtivo… dos carros 🙂

 

A banheira que se torna ducha:

ou a forma que responde à necessidade

blogger_revolution
Revolution versão com móvel para o alojamento da máquina de lavar e cesto para a roupa de cama

O design para mim?

Um conceito que responde a uma simples necessidade diária e toma forma graças ao desenho, projeto e construção.

 

Quando vi esta ducha com móvel integrado porta máquina de lavar, pensei logo que fosse uma ideia genial na sua simplicidade.

 

Aprofundando, descobri que também Revolution é uma criação de Marco Pellici, que nasce exatamente como solução que permite substituir a banheira com um box ducha com acessórios (não sabem o quanto me seria útil: eu em casa tenho a clássica banheira anos Noventa que utilizo agora como ducha, claro que não é nem cômoda nem bonita!).

Não só: o sistema Revolution desfruta ao máximo o espaço disponível do vão flanqueando ao box um prático móvel de banho, perfeito para encaixar a máquina de lavar, a secadora e para ser desfrutado como espaço de armazenagem sugestão para o banho.

 

Uma resposta de design à necessidade concreta de utilizar da melhor forma o espaço do banheiro, que nas casas de hoje tem uma metragem cada vez mais reduzida: nós projetistas tendemos de fato a dar mais espaço a outros ambientes da casa, como por exemplo, a sala de estar, “roubando” metragens exatamente do ambiente banheiro.

 

Banheiro que, com frequência, deve conter em poucos metros quadrados também a máquina de lavar, eletrodoméstico certamente indispensável em qualquer casa, mas não tão bonito de se ver, digamos assim.

 

O piso box de design:

ou o design está nos detalhes

Em um objeto de design nada é deixado ao acaso e, se pode ser em parte verdadeiro que alguns detalhes são notados apenas pelos olhos mais treinados, lhes garanto que vistos no conjunto os detalhes fazem a diferença, e como. Assim como é verdade que existem detalhes que são ignorados na maioria, mas que na realidade são muito importantes no conjunto geral das coisas.

 

Tomem, por exemplo, o piso box: é uma daquelas coisas que em geral passa para segundo plano em relação ao box, sendo visualmente menos espaçoso e não na “altura dos olhos”. Em vez o piso box é realmente parte integrante da própria arquitetura do banho, visto que fisicamente se encaixa no piso do banheiro, acima da massa no lugar da camada de acabamento dos ladrilhos. E, na prática, errar com o piso box pode se tornar um grande problema.

O detalhe que faz a diferença é como o box ducha se insere no piso: pode-se brincar com a continuidade entre piso box e o piso procurando uma perfeita coplanaridade entre os dois elementos ou no destaque visual de um elemento em relação ao outro.

 

Com NOVOSOLID, a Novellini propõe em um único produto de Design ambas as soluções, em um prato ducha piso box que é regulável no lado longo em 9 cm e no lado curto em 4 cm, permitindo uma perfeita integração com o espaço disponível.

blogger_piatti_doccia
NOVOSOLID: O prato ducha de nova geração

Pode-se então ser imaginado tanto na coplanaridade em relação ao piso quanto com solução elevada graças a pés reguláveis: isto porque o piso box NOVOSOLID é formado por um material inovador, composto em 75% por um material natural proveniente do mármore dolomítico, para a parte restante por um revestimento em uma resina especial de proteção.

 

Um material sutil e entre outros muito agradável ao tato… tão agradável que o folheto está disponível com duas verdadeiras amostras do material prontas para serem tocadas.

 

Porque o design não é questão de olhos, mas também de tato, de olfato e quem sabe de som, às vezes do paladar…: eis agora, em vez de esclarecer o que é o design consegui fazer uma confusão ainda maior).